Exposição de Fotografia “Luanda, talk of the town”

•March 20, 2008 • Leave a Comment
Fotografias de Celso Rosa
6 a 21 de Março de 2008
Centro Cultural Português
Av. de Portugal Nº 50
Luanda

Exposição Inauguração da exposição de fotografia intitulada “Luanda, talk of the town” promovida pela Liber Média

A referida exposição ficará patente ao público até ao dia 21 Março 2008

De um passeio demorado pelas ruas de uma Luanda secular, bela, misteriosa e acolhedora, resultam estes fragmentos agora entregues ao olhar atento. Esta é aquela cidade que soube crescer sem perder a juventude, onde em cada rua, em cada avenida, se sente o pulsar de um povo que nos olha de frente com um brilho no olhar e a expressão de um sorriso.

Não existe uma Luanda! Como um organismo vivo, Luanda é uma cidade que se reconstrói, se recompõe, se reinventa, se deixa cair e se levanta para logo seguir caminho com mais força e determinação. Por entre as memórias impressas nos muros e nas fachadas de outrora, nos jardins e espaços públicos de tempos há muito passados mas que ainda perduram na memória, várias Luandas crescem diariamente ante os nossos olhos incrédulos .

De mãos dadas, passo a passo, passeiam o antigo e o novo na mais perfeita união.

A escassa distância de Luanda, seja qual for a direcção que se tome, é fácil deixarmo-nos deslumbrar pela beleza e quietude da paisagem, pela simpatia e amabilidade das gentes, pelos intensos verdes com que a natureza nos brinda e pelos azuis de um mar que permanentemente chama pelo nosso toque. É como se o tempo deixasse de fazer sentido e ali mesmo nos quiséssemos perder. Como se o caminho de regresso tivesse urgência em ser esquecido e tudo o que interessasse fosse o tempo que o TEMPO tem para nos dar.

http://www.instituto-camoes.pt/agenda/135.html

Advertisements

Exuberância de Luanda patente em mostra fotográfica no Instituto Camões

•March 20, 2008 • 1 Comment

Um passeio demorado pelas ruas de uma Luanda secular, bela, misteriosa e acolhedora é o convite que o fotográfo Celso Rosa faz aos apreciadores e amantes das belas artes para a exposição de fotografia, intitulada “Luanda, talk of the town”, a ser aberta hoje às 18H30 no Instituto Camões.
Promovida pelo Instituto Camões em colaboração com a Liber Média, a exposição traz fragmentos da cidade capital, criados a partir de pedaços da sua zona urbana, do seu património e modernidade, de forma a “contar” aos presentes os seus segredos, sem fazer recurso a palavras ou a música, mas sim à um conjunto de imagens.
O convite do antropólogo angolano Celso Rosa feito com o intuito de redescobrir as suas origens numa Luanda moderna permitirá aos presentes vaguear por entre as memórias, impressas nos muros e nas fachadas de outrora, nos jardins e espaços públicos de que ainda perduram histórias.
“Esta é aquela cidade que soube crescer sem perder a juventude, onde em cada rua e avenida se sente o pulsar de um povo que nos olha de frente, com um brilho no olhar e a expressão de um sorriso”, realçam os organizadores no catálogo da exposição.
Buscando as “várias Luandas” que crescem diariamente ante os olhos incrédulos dos seus habitantes, a exposição, que estará em amostra até ao próximo dia 21 do corrente, exibirá também o casamento entre o antigo e o novo nesta imensa urbe que se reconstrói, se reiventa e se levanta para seguir com mais força e determinação.
“À escassa distância de Luanda, seja qual for a direcção que se tome, é fácil deixarmo-nos deslumbrar pela beleza e quietude da paisagem, pela simpatia e amabilidade das suas gentes, pelos intensos verdes com que a natureza nos brinda e pelos azuis de um mar que permanentemente chama pelo toque dos seus”, frisa o catálogo.
Procurando também “falar” fotograficamente das transformações diárias que tem atravessado a cidade, descrevendo, de forma detalhada os hábitos e costumes dos seus habitantes, Celso Rosa convida todos a verem a sua análise sobre as inúmeras complexidades de Luanda.
“Este discurso fotográfico é um percurso, no qual Luanda tem a palavra e fala sobre si mesma, revelando-nos também o que a envaidece e tem vindo a mudar”.

AM

http://www.jornaldeangola.com/

Instituto Camões acolhe exposição fotográfica «Luanda talk of the town»

•March 20, 2008 • Leave a Comment

O Instituto Camões (Centro Cultural Português), em Luanda, acolhe uma exposição fotográfica intitulada “Luanda talk of the town”do artista angolano Celso Rosa, de 06 a 21 de Março.

No evento, produzido pela empresa Libermédia, vão estar expostos em cerca de 50 quadros fotográficos a beleza e o quotidiano da cidade de Luanda.

“De um passeio demorado pelas ruas de Luanda resultam esses fragmentos agora entregues ao vosso olhar atento. Esta é a nossa capital. Esta é aquela cidade que soube crescer sem perder a juventude, onde em cada rua, em cada avenida se sente o pulsar de um povo (…) com brilho no olhar e a expressão de um sorriso”, destaca o documento.

A exposição já esteve patente nas salas do Espaço Baía e no Belas Shopping, em Luanda.

Celso Rosa é formado em antropologia.

Angola: Ouverture à Luanda d’une exposition photographique “Luanda, talk of the town”

•March 20, 2008 • Leave a Comment

Luanda

L’artiste angolais, Celso Rosa, réalise ce jeudi, à l’Institut Camões, à Luanda, une exposition photographique intitulée “Luanda, talk of the town”, a-t-on appris de source officielle.

Organisée par la société de promotion d’événements “Libermédia”, l’exposition, qui se déroulera jusqu’au 21 mars, comporte environ 50 tableaux qui retracent la beauté et la vie quotidienne de la ville de Luanda.

GA_googleFillSlot(“AllAfrica_Story_Inset”);

Cette exposition a déjà été à la disposition du public à “Espaço Baía” et à “Belas Shopping”, à Luanda.

 http://fr.allafrica.com/stories/200803060826.html

Libermédia apresenta hoje exposição fotográfica `Luanda, talk of the town´

•March 20, 2008 • Leave a Comment

Luanda, 06/03 – A empresa promotora de eventos Libermédia apresenta hoje (quinta-feira), no Instituto Camões (Centro Cultural Português), em Luanda, a exposição fotográfica intitulada “Luanda, talk of the town”do artista angolano, Celso Rosa.

O evento vai decorrer até ao dia 21 do mês corrente e estarão expostos cerca de 50 quadros fotográficos, que retratam a beleza e o quotidiano da cidade de Luanda.

“De um passeio demorado pelas ruas de Luanda secular, bela e misteriosa e acolhedora, resultam esses fragmentos agora entregues ao vosso olhar atento. Esta é a nossa capital. Esta é aquela cidade que soube crescer sem perder a juventude, onde em cada rua, em cada avenida se sente o pulsar de um povo (…) com brilho no olhar e a expressão de um sorriso”, destaca o documento.

A exposição já esteve patente nas salas do Espaço Baía e no Belas Shopping, em Luanda.

Celso Rosa é formado em antropologia.

http://www.angolapress-angop.ao/noticia.asp?ID=600474

Angola Press

•March 20, 2008 • Leave a Comment

Photo Exhibition On Luanda Opens Thursday

Luanda, 03/06 – A two-week long photo exhibition entitled “Luanda, Talk of the town”, by the Angolan artist Celso Rosa, will be presented Thursday here, ANGOP has learnt.

Under display at Luanda`s Portuguese Cultural Centre will be 50 photos that show Luanda City`s daily life and beauty.

The exhibition was already on display at Espaço Baía and Bela Sopping, both located in Luanda.

Celso Rosa is graduated in anthropology.

 http://www.africanewssearch.com/olink.php?ARG1=http://www.angolapress-angop.ao/noticia-e.asp?ID=600503&ARG2=281085

Lx Extravaganza

•September 28, 2007 • Leave a Comment

Aconteceu ontem no cine S. Jorge, em Lisboa, a apresentação pública do documentário Lx Extravaganza, de Ossanda Liber, no qual entrei e tive o prazer de ser assistente de produção. Trata-se de um documentário de 40′ sobre a mais extravagante festa de Lisboa, o Santo António, e também um pouco sobre como essa festa lisboeta é igualmente, e cada vez mais, de todos aqueles que nem sequer sendo portugueses aqui vivem ou aqui se deslocam para esse dia em que Lisboa extravasa o decoro e o bom senso numa festa em que a alegria sente-se antecipada largas semanas antes.

Correu bem a apresentação, e o público gostou bastante. Entre palmas e gargalhadas lá se fez a minha estreia no grande ecrã! Que choque! Mas quem é este tipo que se nota ter bebido imenso e mal se percebe o que diz? Olhei mais de perto… era eu! Que estranha sensação. Mas se calhar também posso, e devo, ser extravagante de quando em quando.